Suns Brasil

Suns Brasil

A casa brasileira do Phoenix Suns!


11 anos depois...

Um jogo quase protocolar. Eu estava no mesmo animo da torcida do Nuggets, esperando o inevitável, a passagem do Phoenix para a final de conferência.

Nada do que vimos nos primeiros 23 minutos iniciais foi novo. Suns abrindo leve vantagem. Quando o Nuggets reagia, o Suns devolvia o favor. Apenas mudou naquele um minuto que puxou o Nuggets para uma vantagem de apenas 5 pontos.

O terceiro quarto foi maluco. Primeiramente pela boa atuação do Nuggets, que sempre quando chegava nesse ponto da partida via o Suns tomar uma vantagem quase irreversível, mas que conseguiu se manter. 

Mas o que mais chamou atenção foi a falta tenebrosa de Jokic em nosso SID da Era do Gelo, Cam Payne. Em um sinal de raiva por uma não marcação de falta e frustração por não fazer seu time jogar bem, deu um tapa na bola e na mão do Payne. Se fosse apenas isso, tomaria uma flagrante 1, mas ele acabou acertando o rosto de Payne, sendo assim expulso de partida. Logo após o fato, o Suns abriu 15 pontos de vantagem. 

Pouco antes desse fatídico lance, Chris Paul deu show na Ball Arena. Converteu 5 arremessos do mesmo lugar na região do mid range, deixando o banco maluco. Ele deu um show, terminando com 37 pontos. Isso mostra a amnésia dos torcedores dos Lakers que simplesmente esqueceram da lesão do Chris Paul. Agora ele saudável seria diferente.

Quando chegamos àquela vantagem de 15 eu achei que o jogo estava terminado, mas não contávamos com a astúcia de Will Barton, que conduziu Denver a ficar apenas 4 pontos do Suns. Mas no final quem poderia nos salvar? O Chrispolin Paulorado! Ta bom, chega de piadas horrorosas com o Chapolin. Paul além de um And-one em uma bandeja, em um contra ataque praticamente fechou o jogo e nos levou à final de conferência.

Vame destacar bons jogos de Booker e de Ayton que assistiram Paul nessa partida. Booker mais uma vez fazendo uma bom jogo, diferente dos dois primeiros.

Agora torcedores, é só edperar Clippers ou Jazz.


Hmmm... Nuggets 😋


     Eu me segurei o que pude pra pegar leve, mas não dá, que dominância, mas antes, sério, justiça seja feita não há o que dizer de Jokic, vulgo coringa gordinho, o cara fez tudo o que pode, não vou ficar perguntando cadê o mvp quando o cara fez um triplo duplo com 10 assistências, o cara fez 32 pontos e incríveis 20 rebotes, o pipoco da trovejada, alguém que não prestou atenção no jogo pode até dizer que não foi bem marcado, mas ele fez tudo isso com o batman negro (Ayton) na cola dele, marcação forte, então eu queria mandar esse recado inclusive é de fato o mvp, acho que nós torcedores do Suns deveríamos mais ainda assinar embaixo, pois o mvp "da galera" seria o Curry e vamos ser francos não dá, seria escolhido só pelo nome e é exatamente por isso que acho que nós deveríamos reconhecer ele como MVP, ele não tá carregando tanto no nome, na mídia, mas em resultados de fato, foi escolhido pick 41, sabe aquele momento que muita gente não tá nem assistindo mais? Pos é, o cara é a escolha mais baixa a se tornar mvp, aquele que a galera não acredita, mas fez acontecer, parece familiar? Sim família, isso é tão a gente, estamos aqui enfrentando qualquer equipe de frente, eliminamos os atuais campeões mesmo com descaso de quase totalidade da mídia, essa que deu mais destaque ao Lakers até depois do final da serie, e aqui estamos quase varrendo o time do atual mvp, a gente tá muito nessa briga e podemos surpreender mais ainda.

    Findada a minha cordialidade, Jokic, você tem o meu respeito, eu sei que doeu a nossa ampla vitória no dia da sua coroação de mvp, mas eu quero te varrer hoje, e digo mais, vou assistir jantando nuggets e com uma vassoura do lado, esse é o plano, quem vai, vamos. Agora voltando ao assunto principal, o sol foi arrasador, tirando o inicio do primeiro jogo da série, de lá pra cá, o Suns esteve no controle o tempo todo, em nenhum momento eu tive qualquer sentimento diferente disso, foi tipo: jogo é nosso, o tempo todo até aqui, muito por toda essa coletividade do nosso time, e que time é esse? Sério, dia dos namorados ontem e eu xonadão nessa equipe, calma noiva, em você também, mas voltando ao foco, não quero bullingar os solteiros, sei que vocês já devem ter tido o bastante ontem.


    Enfim... Voltando... Durante essas postagens temos destacado a importância dessa coletividade, e que temos de fato não uma equipe de basquete, mas um time de verdade, muito bem encaixado e isso talvez seja o que há de mais forte em nós, é claro que temos nossas estrelas, mas elas estão brilhando totalmente pro time, pra mim somos o time mais encaixado da liga. Tocando agora na parte individual, Ayton mais uma vez fez um grande trabalho defensivo e é uma grande surpresa pra mídia e pros adversários, já nós sabíamos de seu potencial e tudo que poderia fazer, seria um desperdiço essa altura, toda essa força não ser usada com mais intensidade, estamos acompanhando seu crescimento, esquece quem foi escolhido depois de você no draft, continua fazendo o seu, eu voltando no passado não escolheria outro, nesse último jogo duplo-duplo com 15 rebotes, tem feito jogos maravilhosos, que seja daqui pra mais.

    Crowder definitivamente está de volta e suas bolas tem caído, isso é maravilhoso, podemos movimentar no perímetro, girar a bola, temos canhões muito calibrados por todos os lados, inclusive isso pode ser bem visto nas jogadas do CP3, se olhar o replay minuciosamente vai ver muitas opções, passe pra um ao lado, outro na frente, o cara de trás ou até mesmo o arremesso do mid-range, ambas boas opções, que fase, inclusive não canso de dizer o quanto CP3 é gigante, além de armar o jogo melhor do que qualquer um na liga, ele também sabe muito bem como fechar a vitória, muito monstro, é lindo ver ele fazendo pontos em sequência, em alguns momentos você pode achar que é um replay e não, tá lá, ele fez de novo do mesmo jeito logo em seguida, seu ombro também parece ter se recuperado, ele estava evitando arremessos longos, mas agora tem arremessado do perímetro e "shazam" (se pegou a referência você precisa rir nessa parte), 27 pontos e 8 assistências pra esse gênio, sabe ler claramente quando deve aparecer, quando deve fazer a estrela dos outros brilhar, sabe sair, sabe entrar, é um maestro, como se o Monty Willians já não fosse o bastante (pra mim o melhor) ainda temos um técnico dentro de quadra.

    Queria mencionar a volta do Saric, seja o que for que pegou nele, parece que saiu, as bolas estão voltando a entrar, vamos lembrar que ele tava errando até lance livre, bem, e por fim, Devin Booker 28 pontos, acho que ele nunca foi tão feliz, fazer 70 pontos tem lá o seu glamour mesmo que em derrota, mas vencer é outra história, ele nunca teve um time tão bom com ele, na verdade muitos torcedores americanos do Suns dizem que esse é o melhor time que o Suns já teve, o que você acha?  Bota aí nos comentários.

    Agora falando de hoje, o que você espera pra hoje? Estamos com um pé na final meus amigos, podem botar confiança nisso, se quiser bata na madeira ou qualquer coisa do tipo, mas o Nuggets não tem resposta pra nós, ao menos até aqui não vimos nada, o melhor cenário pra nós é mesmo varrer e aproveitar o descanso, isso pode fazer muita diferença, inclusive torcer pra Clippers e Jazz alongarem a série deles, pra pegarmos um adversário mais cansado.

    Enfim, vou parando por aqui, preciso mesmo ir comprar aqueles nuggets, o jogo de hoje vai passar de graça no youtube, canal da NBA Brasil, vou deixar o link embaixo, o jogo é as 21h, mas já tem cobertura as 20:30h, deixo também o link de mais uma analise do Lucas Frozza na página Suns Brasil no instagram e pra finalizar uma musiquinha pra relaxar, "eita nóiz!", o negócio tá doido, de resto vocês já sabem, bota a regata, pega a garrafa de água, e não esqueça seu prato de nuggets e bora torcer (sem rivotril hoje, xau). 


Link da transmissão NBA Brasil: https://www.youtube.com/watch?v=r7dr5A7S87A

Link analise Lucas Frozza: https://www.instagram.com/p/CQC3nFWHJrw/




    







Só mais 2 jogos

Isso mesmo torcedores do Phoenix Suns, estamos a apenas 2 jogos de avançar para a final da dificílima conferência oeste, após vencer de forma cruel o Denver Nuggets por 25 pontos de diferença em uma partida que NENHUM jogador teve um jogo ruim. É a segunda vez que cravo a vitória do Suns, e pela segunda vez o Suns vence. A primeira para quem não lembra foi no jogo 4 contra Lakers quando o Suns estava no pior momento da série, ou seja, quando eu cravo algo, vai dar boa.

Contrastando com o terceiroquarto, o Suns fez um primeiro ruim do lado ofensivo, mas manteve o alto nível na defesa e assim finalizou vencendo com o placar de 25 - 21. O que me impressionou foi que o Ayton saiu um pouco mais cedo por ter 2 faltas, algo que incomoda, pois o Suns não tem outro jogador que possa marca-lo bem. Com tudo isso e mesmo assim estando a frente por mais de uma posse de bola é um ótimo sinal.

O sengundo quarto foi um show de erros, arremessos ruins e defesas bem montadas, com destaque ao toco LINDO do Craig num contra ataque e logo depois uma roubada de bola do Booker para uma enterrada levantando a galera. O Suns segurou o Nuggets em 21 pontos novamente, fazendo 27, terminando com 10 de vantagem. 

Mas o pior para o Nuggets ainda estava por vir. Logo no começo do terceiro quarto o Suns abriu 17 pontos, levando para um rapido timeout de Denver, com bolas de 3 de Crowder, Bridges e uma bela enterrada de Deandre Ayton. Depois do Gordon tentar brigar com o cara mais durão da NBA (Jae Crowder), só deu Suns. Apesar de algumas boas jogadas de Jokic, o Suns estava inspirado nas bolas de 3 com Booker e Bridges continuando o bom momento. Esse ultimo que em um belo contra ataque fez uma BAITA enterrada no lado reverso. Enfim, vencemos o terceiro por 34 - 25.

Mas foi no quarto que o jogo ganhou requintes de crueldade. Em outro contra ataque fulminante, Craig sofreu a falta, a bola chorou e caiu. Não deu outra, o ginásio foi abaixo e Jokic literalmente coçava a cabeça. Dali, o show foi do CP3, acertando bolas do Mid Range e uma bela bola de 3 na cara do MPJ, que fez um jogo ruim muito por sua lesão, diga-se de passagem. Mas outra jogada que fez eu levantar do sofá foi quando Saric infiltrou, fez um belo Euro stepe jogou a bola por trás das costas da marcação para Cama Johnson matar de 3. ESPETACULAR. Logo depois entraram os reservas e pudemos descansar um pouco.

Quero também falar do melhor jogador só Suns do jogo, a torcida. A NBA e a mídia estão assustadas com a atmosfera da Phoenix Suns arena. Mas é importante mencionar a todos aqueles fieis como eu que sempre acompanharam e sofreram nos ultimos anos com o Suns e agora vivem seu momento de redenção.

É difícil de ganhar de nosso time. Podemos ganhar de qualquer adversário da forma que bem entendermos. Temos junto com CP3 jogadores que sabem o que fazer na quadra e que podem nos levar a uma final de NBA. Além do ataque temos uma defesa muito sólida, uma das melhores dos playoffs. Curtam torcedores, podemos estar vendo na frente de nossos olhos o melhor Phoenix Suns da história.



Depois dessa vitória estamos só o sorriso do Bridges


     

    Aah, esse sorriso... Muito nos representa o sorriso desse garoto, Bridges sua cara é um sorriso (a cara inteira inclusive, que sorriso) e não tem como não sorrirmos depois desse jogo, que jogão, mas antes de entrar nessa parte me permitam por favor rasgar elogios a esse homem de sorriso maroto (ele tem cara de pagode mesmo), Mikal Bridges a gente te ama, já falávamos em outras postagens desse motor simpático que contribui e faz muito que não pode ser visto só nos stats e aqui está coroado com essa bela atuação, e não, não foi escolhido só pelo sorriso gracioso, foi o melhor jogador dessa partida, lembrando que é difícil se destacar em um time com Devin Armani Booker, Ayton em constante evolução e CP3 sendo CP3 (Ainda falarei deles). Bridges foi muito importante, não só na defesa, mas importantíssimo na pontuação e preciso nas cestas de 3, acabou sendo o cestinha do jogo com 23 pontos.


    Nosso time teve a pontuação muito bem distribuída e mencionar isso é importante pra falar de Devin Booker, porque provavelmente assim como eu, você deve gostar de ver ele tendo partidas com 47 pontos, porém é de fato importante o que aconteceu nesse jogo com Denver, foram 4 jogadores nossos com pelo menos 20 pontos e isso é fantástico pra nós e um pavor pro adversário, pois a tendência do adversário é tentar estancar a maior força ofensiva, mas quando se tem consistência por outros lados deixa o adversário sem muitas opções. Parafraseando não tivemos mais de 40 pontos de Booker, mas deixamos um adversário preocupado e com aquele pensamento de que estancar o Booker não é o bastante pra vencer, hoje foram 21 pontos e 8 assistências pro nosso garoto all-star com direito a déjà-vu (sim, é assim que escreve, eu procurei no google).




    Se é pra enfrentar coringa ele assumiu logo o uniforme e pode chamar de morcegão, Deandre Ayton, que desempenho que ele tá tendo, tem muitos jogadores que jogam bem na regular e nos playoffs não rendem bem (não adianta, não vou citar nomes), o Ayton que estamos vendo é bem melhor do que o da regular, ligado no jogo, cumprindo seu papel, jogando com intensidade, tudo o que eu, você, todos os torcedores, jogadores, comissão técnica, gm, a família dele e o Arizona inteiro queríamos, sim, tudo o que a gente queria ver era esse cara grande e forte sendo dominante, sendo intenso e estamos vendo isso senhoras e senhoras, uma pausa agora pra que você levante suas mãos e diga aleluia, glória a Deus, já falamos sobre isso antes dos playoffs ele seria peça essencial pra nosso desempenho, precisávamos dessa versão dele e aqui está. Vamos falar primeiro de como ele foi defensivamente, postagem passada foi comentando sobre essa batalha de batman (Ayton) e joker (Jokic), sabe qual o resultado do primeiro embate?  O Jokic está bem acostumado a fazer mais de 30 pontos, nos últimos dois jogos tinha feito 36 e 38, nessa partida foram 22 pro coringa gordinho, lembrando que esse é só o primeiro jogo, vamos ver que cartas o coringa pode tirar da manga (eu sei, foi ruim, mas enfim, deu vontade), até aqui o nosso batman vem muito bem, "engoliu o Jokic" (não me viram dizer isso, foram palavras do site espn), são 20 pontos e 10 rebotes pra ele.




    Vamos falar agora rapidamente de Chris Paul, como a gente esperava, torcia e orava ele parece estar um pouco mais recuperado da lesão, hoje foi um jogo pra ele fechar, sério, que cara bom, chega no final e conduz a vitória, foi assim no último jogo e foi assim agora, faz muita diferença ter o melhor armador de função da liga, no final das contas foram 21 pontos, 11 assistências e um único turnover, sensacional, é muita habilidade de passe, liderança e QI de basquete, muito clutch.




    Se você não viu esse jogo, ele tá disponível no canal NBA Brasil lá no youtube, eu de fato recomendo muito, pois foi um jogo sensacional, não só pra torcedores, mas pra qualquer um que queira ver uma boa partida de basquete, vou deixar o link do jogo no canal da NBA Brasil e também o link para o vídeo da analise do Lucas Frozza no instagram. Valeu pessoal, comemorem muito, começamos muito bem, mas tem sempre que lembrar, foi só o primeiro jogo, sempre bom lembrar que salto alto custa caro, essa série só tá começando.


Jogo 1: Suns 122 x 105 Nuggets 


Jogo na NBA Brasil:  https://www.youtube.com/watch?v=1P_I6Iqbzpo


Analise do Lucas Frozza: https://www.instagram.com/p/CP3iiD5D6Ln/