A casa brasileira do Phoenix Suns!


A vida continua...


Na semana passada, o torcedor do Phoenix Suns esteve com muitas esperanças em relação ao futuro da equipe, que fez de tudo para contratar o pivô LaMarcus Aldridge. Contudo, o jogador preferiu voltar para casa (Texas) e jogar pelo San Antonio Spurs.


Com isso, o manager do Suns Ryan McDonough viu seus planos darem errado e agora tem muitas lacunas à preencher, mas com poucas opções, já que os melhores jogadores da free agency não estão mais disponíveis.

Provavelmente o manager se perguntou se essa equipe consegue chegar aos playoffs. Será que consegue?

No momento o Suns possue onze jogadores:

Bledsoe - Goodwin - McNeal
Knight - Booker 
Tucker - Warren 
Morris - Leuer
Chandler - Len

Considero essa equipe melhor do que a que terminou a temporada, porém, ainda sem forças para alcançar aos playoffs. Estamos falando da Conferência Oeste meus amigos, que terá Wolves, Pelicans e Kings melhores do que no ano passado, além de OKC, que terá Kevin Durant saudável.

Com Tyson Chandler, o Suns melhora a sua defesa e ainda terá Alex Len mais experiente do que no ano passado. Além disso, Knight iniciará o ano na equipe e estará bem melhor do que nos treze jogos que realizou após a trade deadline.

Mas o Suns ainda tem problemas. Knight e Bledsoe podem jogar juntos? Como melhorar nos arremessos de três pontos (Suns foi o pior da NBA após o ASG)? E Markieff Morris, como estará após a saída de Marcus?

Não tenho dúvidas de que isso passou pela cabeça de McDonough e são problemas que ele precisa resolver nessa free agency, para conseguir voltar aos playoffs. 

Assim como Dragic e Bledsoe provaram que era possível jogarem juntos, quando muitos duvidavam, é possível que Brandon Knight faça o mesmo com Bledsoe. Em forma, Knight foi cotado para o All Star Game e poderá melhorar o péssimo rendimento da equipe na linha de três pontos.

Markieff Morris é quem mais preocupa. O jogador não parece satisfeito com a franquia, que mandou o seu irmão para Detroit. Penso que essa situação nem deveria ter existido, já que o jogador é profissional e, na NBA, managers mudam suas equipes o tempo inteiro. Somado a isso, Markieff já havia se desentendido com os torcedores durante a temporada,quando reclamou da falta de apoio à equipe. 

Com o clima ruim, o que o Suns pode fazer de melhor é tentar negociar o jogador. Muitas equipes gostariam de contar com um jogador eficiente e que possui um contrato baixo para os padrões atuais. Como opções, vejo que o Suns tem muitos caminhos para explorar. Sempre gostei do jogo do Ryan Anderson, que é bom reboteiro e certeiro nos arremessos de três pontos. Seria a minha primeira opção!

Outro jogador que poderíamos tentar é Kevin Love (há anos pedimos a contratação dele e é forte a sua aceitação no Arizona).  Love renovou com os Cavs na semana passada, porém, é evidente que a franquia não o deixaria ir embora de graça, após abrir mão de Andrew Wiggins por ele. Com o retorno de Varejão, a renovação de Thompson e ainda Mozgov, acredito que o Cavaliers poderia negociar Love, mas depende do que será oferecido.

De fato, o Suns precisa aproveitar essa oportunidade para melhorar o garrafão, seja com Love, Anderson, ou outros, como Kenneth Faried, Taj Gibson ou David Lee.

Portanto, não acredito que McDonough manterá essa equipe para o início da temporada. Desde que chegou ao Suns, nunca hesitou em trocar jogadores e deverá realizar algumas mudanças para ter uma equipe competitiva. E é bom saber que estão pensando grande, como na tentativa de contratar LAMarcus Aldrige, uma hora eles irão acertar...

.............................................................................................................................